Cadastro de centros de custo do plano de contas

O módulo de Cadastro de centros de custo do plano de contas serve para orientar as informações contábeis que irão alimentar o módulo de Fechamento Mensal – DRE.
O pré-requisito básico para um bom aproveitamento do módulo de DRE é ter um bom plano de contas desenvolvido pelo administrador da empresa e indicar corretamente esses Centros de Custo em fornecedores, transportadoras, produtos, matérias-primas, despesas e outros cadastros para separação de seus respectivos custos.

Neste artigo veremos como cadastrar os Centros de Custo no Sistema Confisa ERP.

 1) Para cadastrar um novo Centro de Custo, acesse o módulo pelo menu <Cadastro\Operações financeiras\Cadastro de centros de custo do plano de contas> e insira os dados conforme exemplo abaixo: 

Centros de Custo do Plano de Contas.png
Figura 1: Centros de custo do plano de contas

2) Informações sobre os campos:


• Nível: Informe o nível ao qual sua conta pertence, sendo que deverão existir vários níveis, conforme a conta que está sendo cadastrada.

Exemplo: Contas de nível 1 não são subordinadas a nenhuma outra conta. Contas de nível 2 são subordinadas às de nível 1. Contas de nível 3 são subordinadas às de nível 2 e assim por diante.

• Condição: Informe a condição, se é credora ou devedora.

        – Credora: Quando uma conta gera contas a pagar, sendo geralmente referente a um fornecedor ou banco.

        – Devedora: Quando uma conta gera contas a receber, sendo geralmente referente a um cliente.

• Sub. C.C: Informe qual o código da conta à qual a conta que está sendo cadastrada está subordinada, sendo que será possível selecionar apenas contas que estão um nível acima da conta atualmente em cadastro, não sendo no entanto possível subordinar uma conta de nível 1 a qualquer outra conta.

• Data incidência: Informe se a data de incidência é referente a data de emissão ou a de vencimento que deve ser considerada para o fechamento de custo ( DRE ), previsão de fluxo de caixa e relatórios que utilizem o centro de custo como base.

• Classificação: Informe a classificação, se é fixo, variável, financeiro ou investimento.



        – Fixo: Esta opção é usada quando uma determinada conta é um custo fixo, isto é, quando um determinado gasto sempre existirá independente das vendas e investimentos da empresa.

        – Variável: Esta opção é usada quando uma determinada conta é um custo variável, isto é, quando um determinado gasto existirá apenas quando houver determinada despesa referente a uma venda, como por exemplo um frete.

        – Financeiro: Esta opção é usada definir se a conta refere-se a um custo financeiro tal como juros e taxas bancárias, independente de serem fixos ou variáveis.

        – Investimento: Esta opção é usada para definir se uma determinada conta é referente a algum investimento feito na empresa, independente de ser fixo ou variável.

• Individual (F.C.): Essa opção funciona somente no módulo de previsão do fluxo de caixa. Serve para mostrar o centro de custo específico destacadamente no relatório. Se não estiver marcado, mostrará apenas o valor dele somado aos outros centros de custo.

• Custo do produto: Quando essa opção é marcada em um centro de custo, os valores referentes a ele não serão inclusos no DRE. Esses valores serão mostrados no campo ‘Custo Itens Vendidos’, no módulo Fechamento Mensal – DRE,quando houver faturamento dos mesmos no período. O ideal é marcar essa opção para produtos de revenda ou matéria-prima. O custo desses itens vai aparecer no DRE conforme forem vendidos.

Exemplo: Quando é comprada uma carga de produtos que serão vendidos ao longo de 6 meses, o valor total dessa compra não deve sair no DRE no ato da compra, mas sim conforme as vendas dos produtos dessa carga forem ocorrendo, para que os valores fiquem proporcionais no DRE.

26 de julho de 2021
Esse artigo foi útil?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.